Não Obstante #17 – O olhar contemporâneo de Peter Sloterdijk

Olá designófilos!

Este é o décimo sétimo episódio do Não Obstante, contando novamente com Felipe Ayres na edição e com a arte de Marcos Beccari na vitrine. Neste programa, Marcos BeccariDaniel B. Portugal recebem Rodrigo Petrônio para uma conversa sobre a importância do pensamento de Peter Sloterdijk na filosofia contemporânea. O convidado Rodrigo Petrônio é doutor em Literatura Comparada pela UERJ, professor da FAAP, colunista da revista Filosofia e colaborador regular dos jornais Valor Econômico, O Estado de S.Paulo e O Globo.

Sloterdijk é considerado um dos principais escritores vivos da língua alemã. Ganhou notoriedade sua crítica ao discurso humanista de Habermas, numa época (fim da década de 1990) em que a biotecnologia representava uma das maiores polêmicas político-filosóficas na Europa. Mas esta é apenas uma “ponta” da extensa e profunda obra de Sloterdijk, marcada principalmente por um olhar fenomenológico e por uma ontologia relacional.

Faça download do episódio aqui
>> 0h04min34seg Pauta Principal

Links

Novo livro de Marcos Beccari publicado pela editora 2ab! Já à venda neste LINK. Confira o BookTrailer:

O Não Obstante é uma produção conjunta do Filosofia do Design e do Anticast.

3 respostas

  1. Paulo Henrique disse:

    Beccari, seu livro terá versão em e-book?

  2. Bolívar disse:

    Nossa senhora que episódio massa. Essa percepção da Terra “do lado de fora” da nova esquerda global era bastante defendida por um autor chamado Buckminster Fuller (“Bucky”, para os chegados). O Sloterdijk inclusive convida a ler Bucky em um artigo chamado “How big is ‘big’?”, de 2010.

    Pra quem quiser se aprofundar mais sobre essa visão, recomendaria o “Operating Manual for Spaceship Earth”, um livro bem sucinto dele e acho que o mais famoso até hoje. O “Critical Path” é meio que o livro central dos estudos do Bucky: aqui ele desenvolve mais as ideias como “sinergia”, “world game” e inclusive expõe o “processo de design” que ele usa.

Deixe uma resposta


+ um = seis