Posts taggeados com ‘corrupção’

O rei não está nu: estilos políticos contemporâneos

* pinturas de Mark Horst ilustram o post.

O imperativo “saber é poder”, em torno do qual nasceu e se desenvolveu a modernidade, parece ter assumido uma acepção derrisória ao associar-se estreitamente à difusão do modelo corrupto-mafioso em todos os âmbitos da sociedade. Atrelado a isso, ganha força o inadequado pressuposto dualístico, maniqueísta e em última análise não filosófico, sobre a existência de dois “lados da força” que se enfrentam. O que vejo de insatisfatório e no fundo ingênuo em tais esquemas, e por extensão na própria noção de “corrupção”, consiste na pretensa revelação conspiratória de uma estrutura sistemática de dominação – Estado, cultura, instituições financeiras, sistema econômico – da qual já não se pode escapar.

Inicio contando dois casos que me parecem exemplares a esse respeito. O primeiro ocorreu em um congresso sobre cultura e sociedade. Após quatro horas de uma infindável discussão sobre políticas públicas, da qual participavam cerca de vinte professores e pesquisadores, alguém exclamou: “mas do que é mesmo que estamos falando? Aliás, quem se importa?”. Desconcertante, a pergunta gerou risos e funcionou como pretexto para encerrar o debate. Leia mais…»

Elegia às marchinhas de carnaval: quem corrompe os corruptores?

ih rapaz

ih rapaz

Os fãs fingem que não lembram e os não-fãs não lembram de fato, mas Justin Bieber foi preso no início desse ano por ter feito alguma besteira no Canadá. Talvez por ter dirigido bêbado ou dado vários socos em alguém, não importa: praticamente como uma versão em miniatura de um Raskólnhikov, o cantor teve que bater um papo com as autoridades e encarar o pesado sistema de regras de boa-conduta, tal e qual um legítimo cidadão de bem. Na época, a maioria das reações que vi à notícia foram de escárnio ou de repreensão, como se ele merecesse a pior das punições por ser um delinquente juvenil – embora, na minha opinião, ele já tenha feito coisas muito mais execráveis do que dirigir bêbado (música, por exemplo).

É claro que uma análise mais delicada do caso revelaria o verdadeiro drama de Justin. Chega um momento na vida de todo homem em que ele precisa se acostumar com o fato de que a cada novo dia, aquele rosto que aparece no espelho do banheiro tem uma testa um cada vez maior. Poderia ser visto como uma manifestação pessoal da passagem bíblica sobre Sansão, o juiz hebraico conhecido pela força sobre-humana – capaz de rasgar um leão jovem ao meio (o que raios o leão fez pra merecer isso, fica a cargo do leitor decidir) – e que foi responsável pela derrota de vários filisteus e outros povos indesejáveis até que um dia se apaixonou por uma mulher do povo inimigo que, claro, em uma bela manhã, deve ter se perguntado “em uma época sem Whey Protein, de onde sai tanta força?”, descobrindo assim que a origem do muque do Sansão eram seus longos cachos negros. Parabéns, metaleiros, ponto pra vocês nessa. Leia mais…

Os vínculos do Estelita

No início, achei que faria uma crítica de design, com certo distanciamento, do que tem sido o Movimento Ocupe Estelita. Rapidamente, chego à conclusão de que não é possível distanciamento quase nenhum. Nem o cronológico. Que seja, então, um depoimento pessoal com qualquer viés que fique entre design, comunicação, tecnologia e filosofia.

cover

Lettering de Gabriela Araujo e ilustração minha, para divulgação do Som na Rural – evento musical – no dia 05.07

Leia mais…